sábado, 30 de maio de 2009

Professores de São Paulo em greve a partir de Quarta

Reunidos em assembleia na Praça da República, cerca de cinco mil professores aprovaram por unanimidade a discordância em relação aos Projetos de Lei Complementar 19 e 20 e o calendário de mobilização contra mais estas medidas autoritárias do governo José Serra. Como havia dois encaminhamento parecidos, a mesa diretora propôs um acordo e os professores aprovaram greve a partir da próxima quarta-feira, 3, com a realização de nova assembleia no estacionamento da Assembleia Legislativa, a partir das 14 horas; na mesma data, a partir das 14h30, haverá audiência pública no auditório Juscelino Kubitschek da Alesp justamente para discutir os projetos de lei.
fonte: Apeoesp

quarta-feira, 27 de maio de 2009

O petróleo tem que ser nosso - atualizado


Mais um trechinho do filme "O petróleo tem que ser nosso".
Com a palavra o diretor do filme Peter Cordesoni:

"Neste novo fragmento estão algumas imagens da manifestação que aconteceu no Rio de Janeiro, na última quinta-feira, que contou com mais de 5 mil manifestantes.
Este filme faz parte da campanha do petróleo que conta com dezenas de entidades. Um filme em defesa do Brasil.

Estou submerso, abaixo da camada de sal, com a edição deste filme, pois são mais de 30 horas de material e 35 entrevistados. Aos poucos irei soltando fragmentos e em breve o filme estará nas ruas. Conto com a mídia alternativa, de blogueiros e jornalistas independentes como você para colocar este documentário na rede, já que se depender dos grandes meios de comunicação ficará restrito a poucos.
Enfim o novo fragmento do filme, em defesa do pré-sal.

O link:
http://www.youtube.com/watch?v=bZ7Y-ZOnuAs

Desde já, muito obrigado.
Saudações brasileiras,
Peter Cordenonsi"

terça-feira, 26 de maio de 2009

Lula vence FHC até em blog de senador tucano


(clique para aumentar)

Li no Tabuleiro Político e não pude deixar de registrar aqui através do recurso "print screen", essa que é mais uma do senador Álvaro Pelaculátra Dias. Me fez lembrar do recente episódio do dossiê anti-fhc. O senador definitivamente não é um sujeito de sorte.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

José Sarney escondeu da Justiça castelo em Portugal


Fonte: Jornal Pequeno

Quinta dos Lagos foi comprada no final de sua presidência, por meio de uma ‘offshore’ com sede num ‘paraíso fiscal’

Castelo, em estilo que lembra o período medieval, teria sido do presidente do Senado por pelo menos quatro anos

POR OSWALDO VIVIANI
De Sintra, Portugal

Chamado pela revista inglesa "The Economist", em fevereiro passado, de representante do semifeudalismo na política brasileira, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB), adquiriu, no final de sua Presidência, em 1990, um castelo em estilo que lembra o período medieval, na cidade de Sintra, em Portugal (a 20 km de Lisboa). Trata-se da Quinta dos Lagos - imóvel de 23.400 metros quadrados de área total, avaliado atualmente em R$ 30 milhões (10 milhões de euros), sem contar o valor histórico -, que teria pertencido a Sarney por pelo menos 4 anos. A propriedade nunca foi declarada à Justiça Eleitoral nem à Receita brasileira.

De acordo com uma reportagem investigativa publicada na ocasião pela revista portuguesa "Olá", Sarney comprou a Quinta dos Lagos por meio da Almonde Securities S.A., uma offshore com sede no Panamá, mas que tem os fundos geridos na Suíça. Os dois países - Panamá e Suíça - são "paraísos fiscais" (locais que gente endinheirada busca para abrir empresas quando pretende driblar o Fisco).

A reportagem do Jornal Pequeno esteve em Sintra e Lisboa, de 14 a 22 de abril, e teve acesso, embora restrito, ao registro da transação imobiliária na 1ª e na 2ª Conservatórias (Cartórios) de Registro Predial de Sintra. A Quinta dos Lagos teria sido comprada por José Sarney/Almonde de representantes legais de uma certa família Sibourg.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

O petróleo tem que ser nosso



MUITO ALÉM DE 2010
Mair Pena Neto
Direto da Redação

A disputa pelo petróleo já levou a várias guerras no mundo, golpes de Estado, criação de governos títeres, assassinatos e outras operações escusas. Tudo isso já foi retratado em livros e filmes, como o recente Syriana, com George Clooney no papel de um agente da CIA. Por isso, a criação da CPI da Petrobras não pode ser vista apenas pelo viés eleitoral brasileiro, se bem que ele importa e muito.

Mas isso até a grande mídia reconhece. O ataque organizado à maior empresa brasileira, que se mantém importante e eficiente mesmo em mãos do Estado, deve ser entendido dentro de uma perspectiva mais ampla de ganância pelo petróleo brasileiro no momento em que foi anunciada ao mundo a descoberta de uma das maiores reservas de todos os tempos, na área do pré-sal.

Seria ingenuidade achar que as grandes corporações petrolíferas e seus representantes não estariam de olho nesta riqueza brasileira, capaz de transformar o país em um dos maiores produtores mundiais. E para botar a mão nela é preciso agir o quanto antes e com a maior eficiência.

O tempo dos golpes de Estado financiados pelas petroleiras ficou para trás e as conspirações precisam ser mais ardilosas. O atual governo interrompeu um processo de privatizações, embora não tenha sido tão eficaz em relação aos leilões de novas áreas de petróleo, mas sinalizou firme quanto ao pré-sal, buscando assegurar a primazia nacional, seja por meio da Petrobras ou de uma empresa a ser criada exclusivamente para administrar estas novas reservas.

Tal movimentação é vista com preocupação pelas partes interessadas em flexibilizar, para usar palavra tão ao gosto dos neoliberais, esse controle estatal sobre as reservas brasileiras. O empenho dos parlamentares do PSDB pela CPI faz todo o sentido, já que foi o partido que tentou privatizar a Petrobras no governo de Fernando Henrique Cardoso, inclusive alterando o seu nome para Petrobrax para torná-la mais internacional e menos brasileira.

Seguindo essa linha de raciocínio, enfraquecer e desacreditar a Petrobras nesse momento soa como música aos privatistas. Se a empresa é corrupta e mal administrada, como seus acusadores parecem querer provar, está aberto o caminho para tachar o Estado de incompetente e invocar a competência administrativa da iniciativa privada.

Os tentáculos dos interesses maiores não estão apenas no parlamento, onde não deve ser muito difícil nem tão caro arregimentar aliados, mas espalham-se por vários setores da sociedade, principalmente na mídia, estratégica na batalha da informação.

A guerra está deflagrada, mas os golpes começam a ser identificados pelos olhos atentos. Neste sentido, recomendo a leitura do artigo “Petrobrax para iniciantes”, de Leandro Fortes, no blog “Brasília, eu vi”, sobre matéria da Folha de S. Paulo. Mais um exemplo do papel fundamental da internet como contraponto ao que está na grande imprensa.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

A revolução dos bichos de Obama



por James Petras para o GlobalResearch
tradução parcial do Vendedor de Bananas

"O Deltas são psicopatas...Você precisa ser um psicopata certificado para entrar para a força Delta..."Assim me disse um coronel do exército americano em 1980. Agora o presidente Obama promoveu o mais notório dos psicopatas, o General Stanley McChrystal, para chefe do comando militar americano e da OTAN no Afeganistão.

A ascensão de McChrystal para a liderança é marcada pelo seu papel central na condução de 'times de operações especiais' engajados em assassinatos extra judiciais, tortura sistemática, bombardeamento de comunidades civis e missões de busca e destruição. McChrystal é a encarnação da brutalidade que acompanha a construção de um império dirigido por militares(...)

A principal questão dos 'times de operações especiais' (SOT) é que eles não fazem qualquer distinção entre a oposição de civis e a oposição de militares, entre ativistas e a resistência armada. O SOT é especializado em estabelecer esquadrões da morte e em recrutar e treinar forças paramilitares que aterrorizem comunidades, vizinhanças e movimentos sociais que se oponham aos regimes clientes dos EUA.

Durante os últimos 5 anos do período Bush-Cheney-Rumsfeld os SOT estiveram profundamente ligados à torturas de suspeitos e prisioneiros políticos. Os SOT se engajaram na chamada "propaganda da morte", assassinando líderes locais para 'ensinar' os moradores a obedecerem e se submeterem à ocupação militar. A indicação de McChrystal por Obama para chefe, reflete uma nova escalada militar na guerra do Afeganistão, visto o avanço da resistência por todo o país.

A decisão de Obama de proibir a divulgação de fotos que documentam a tortura de prisioneiros por tropas e 'interrogadores' americanos (especialmente sob o comando das 'Forças Especiais'), está diretamente relacionada à indicação de McChrystal (...)

A restauração das mais notórias políticas da Era Bush e a nomeação do mais brutal comandante
por Obama, está baseada na total adesão à ideologia de construção do império através da força militar, já que acreditam (assim como o presidente) que o poder e a expansão dos EUA estão baseados em conquistas militares e que quaisquer outras considerações, sejam elas ideológicas, diplomáticas, morais ou econômicas estariam subordinadas ao militarismo(...)

Em meio a maior recessão/depressão e com milhões de americanos perdendo seus empregos e suas casas, o presidente Obama aumentou o orçamento militar em 4% , ou seja, em mais de $800 bilhões de dólares.

Exatamente como George Orwell descreveu na Revolução dos Bichos: os porcos democráticos agora levam a cabo a mesma política militar brutal de seus antecessores; os republicanos suínos. A diferença é que o fazem em nome das pessoas e da paz. Orwell parafrasearia a política do presidente Barack Obama da seguinte forma: ‘Guerras maiores e mais sangrentas resultam em paz e justiça’.

terça-feira, 19 de maio de 2009

SP distribui a escolas livro com palavrões

texto completo aqui

Palavrões, textos com conotação sexual e preconceituosa e muitas frases de duplo sentido. Esse é o conteúdo de um dos livros enviados às escolas pela Secretaria de Educação doEstado de S.Paulo para servir de apoio para alunos da 3ª série do ensino fundamental, com idade média de nove anos. Os livro fazem parte do programa Ler e Escrever, criado pelo governador Joé Serra

O livro é "Dez na Área, Um na Banheira e Ninguém no Gol". Organizado por Orlando Pedroso, abordam temas relacionados a futebol -e usam também conotação sexual. A editora Via Lettera afirma que a obra é voltada a adultos e adolescentes e foi comprado pelo governo José Serra (PSDB) para uso na rede Estadual de ensino. Mas a obra causou indignação entre os educadores. A Secretaria Estadual da Educação de São Paulo distribuiu a escolas um livro com conteúdo sexual e palavrões, para ser usado como material de apoio por alunos da terceira série do ensino fundamental (faixa etária de nove anos).

Em uma das 11 histórias em quadrinhos, há a ilustração de um jogador enfiando o dedo no ânus de outro, dando a entender que ele é homossexual. Também há desenhos de homens segurando seus órgãos genitais e de mulheres praticamente nuas na praia.

O conteúdo sexual é reforçado pelos diálogos. Um personagem diz: "Eu vi as coxa das mina do Tchan" (sic). O outro responde: "Eu chupava elas todinha".

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Para quem acreditou no Obama II


Coisas da Política - Da tortura e suas imagens

Mauro Santayana

O presidente Obama recomendou aos seus assessores jurídicos que impeçam a divulgação de fotos de torturas, tomadas nas dependências das Forças Armadas, depois que o Pentágono a havia autorizado. Segundo a imprensa, a Casa Branca teme que a publicação faça aumentar o sentimento contra os Estados Unidos no mundo. É muito difícil que as fotos, por mais horripilantes sejam, possam espantar mais do que a proibição, exatamente por iniciativa de Obama, que nos trouxera a boa-nova da justiça. Trata-se de uma bofetada nos olhos de cada um de nós, que esperávamos outro tempo, em Washington e no mundo. Como costuma ocorrer na História, o presidente começa a assumir a face de seu predecessor.

É provável que ele não consiga impedir a divulgação, uma vez que os tribunais, a pedido da União Americana pelas Liberdades Civis, determinaram ao Pentágono a entrega das imagens à imprensa. Acredita o presidente que, ao conhecer as sempre invocadas razões de segurança nacional, os juízes reconsiderem a decisão. Ao mesmo tempo, o governo informa que já puniu os que praticaram tortura. Os grandes responsáveis foram os que autorizaram os atos nefandos: o presidente Bush e seu grupo texano, e os oficiais que transmitiram a ordem para os procedimentos ilegais. Eles, por enquanto, estão a salvo.

texto completo

Para quem acreditou no Obama

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Ato contra o AI-5 digital



O projeto de lei (PL) do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), apelidado de “AI- 5 Digital”, que pretende criminalizar práticas cotidianas na Internet, tornar suspeitas as redes P2P, impedir a existência de redes abertas e reforçar o DRM — impedindo o livre uso de aparelhos digitais —, enfrenta a ira de diversas comunidades da Internet pelo país. Para impedir que o PL do senador tucano seja aprovado na Câmara dos Deputados, diversos ativistas da Internet farão um ato nesta quinta-feira (14), às 19 horas e 30 minutos, na Assembléia Legislativa de São Paulo.

Entre outros absurdos, o projeto do senador Azeredo quer transformar os provedores de acesso em uma espécie de polícia privada. O projeto coloca em risco a privacidade dos internautas e, se aprovado, aumentará o já elevado custo de comunicação no Brasil. A petição que pede repúdio ao projeto já recebeu cerca de 145 mil assinaturas.

A Internet é uma rede de comunicação aberta e livre. Nela, podemos criar conteúdos, formatos e tecnologias sem a necessidade de autorização de nenhum governo ou corporação. A Internet democratizou o acesso à informação e tem assegurado práticas colaborativas extremamente importantes para a diversidade cultural. A Internet é a maior expressão da era da informação.

A Internet reduziu as barreiras de entrada para se comunicar, para se disseminar mensagens. E isto incomoda grandes grupos econômicos e de intermediários da cultura. Por isso, se juntam para retirar da Internet as possibilidades de livre criação e de compartilhamento de bens culturais de conhecimento.

Um projeto de lei do governo francês de Nikolas Sarkozy tentou bloquear as redes P2P na França e tornar suspeitos de prática criminosa todos os seus usuários. O projeto foi derrotado.

O ato desta quinta-feira será transmitido em streaming para todo o país pela web. O Ato também terá cobertura em tempo real pelo Twitter e pelo Facebook.

Serviço:
Ato contra o AI-5 Digital, pela Liberdade na Internet
Horário: 19h30min
Data: 14 de maio (quinta-feira)
Local: Assembléia Legislativa de São Paulo



Fonte: da redação, com informações do http://samadeu.blogspot.com/

São Paulo vive epidemia de violência


extraído de http://www.tribunapetista.com

Parâmetros da Organização Mundial de Saúde - OMS - indicam que São Paulo alcançou uma ‘zona epidêmica’ de violência. O aumento do registro de homicídios dolosos no interior - 11,6% - elevou a taxa anual no Estado de 10,6 para 11 casos por grupo de 100 mil habitantes. Segundo a OMS, quando esse índice é superior a 10 casos para cada 100 mil habitantes, considera-se uma epidemia.

As estatísticas criminais referentes ao 1º trimestre de 2009, divulgadas no último dia de abril pelo Governo Serra, são um retrato desta insegurança crescente vivenciada pelos moradores de São Paulo. De 14 indicadores de criminalidade divulgados pela Secretaria de Segurança, 10 tiveram aumento.

O crime de latrocínio, roubo seguido de morte, teve um aumento de 36,23% em relação ao primeiro trimestre de 2008. O crime de estupro cresceu 33,25%. Roubos de veículos e de cargas também aumentaram.

PSDB nacional tira o seu da reta

"A postura adotada pelo presidente nacional do PSDB é de prestar solidariedade à governadora Yeda Crusius. No entanto, Sérgio Guerra afirmou nesta terça-feira, no Senado, que a defesa das denúncias de caixa 2 na campanha eleitoral fica restrita ao partido no RS, descartando, portanto, uma operação nacional da legenda.

— A operação nacional é uma; a operação local é outra. O partido no RS é um; o partido nacional é outro. Nós temos solidariedade, temos reconhecimento do trabalho da governadora e temos confiança nela, mas a tarefa da defesa sobre as acusações que são feitas é da governadora e de seus auxiliares. Nós apostamos que essa defesa será bem feita."

da própria mídia corporativa

terça-feira, 12 de maio de 2009

Crimes de Maio: três anos depois


"Três anos após a onda de violência que atingiu São Paulo em maio de 2006, com o registro de 493 mortes por armas de fogo em uma semana, será realizado, no dia 12 de maio de 2009, um balanço sobre a apuração dos crimes cometidos contra civis e policiais. Afinal, quantos inquéritos foram concluídos? Quantas pessoas foram indiciadas?"
Convocatória para o ato no site da Cremesp

E como não poderíamos esquecer, aí vai a explicação do ex-governador Geraldo Alckmin para a carnificina:


segunda-feira, 11 de maio de 2009

Visitante ilustre

Sei que provavelmente não foi "o cara" que visitou o blog, mas não pude deixar de registrar este importante acesso ao Vendedor de Bananas.

O neocon Demétrio Magnoli na Band

Guardem esse rosto: é lobo em pele de lobo.

Como se as noites de domingo não fossem suficientemente melancólicas por si só, o telespectador incauto ainda corre o risco de, ao zapear os canais da televisão aberta, cair numa das armadilhas preparadas pelo programa Canal Livre da rede Bandeirantes.

Ontem por exemplo, num debate sobre cotas raciais na universidade, havia um único defensor de cotas raciais, o frei Davi dos Santos contra uma tríade de jornalistas Banderneiros e o "sociólogo" neocon Demétrio Magnoli.

Sem entrar na questão das cotas raciais, a total imparcialidade do programa chega a ser irritante. Ao longo de todo o debate, o Frei Davi dos Santos é interrompido e provocado diversas vezes pelo sociólogo e leão de chácara da ciosa elite brasileira Demétrio Magnoli, que chega a gargalhar durante a fala do militante do movimento negro.

No entanto o Frei não baixou a guarda, deixou seu recado com educação e sem espumar pela boca, ao contrário de Demétrio, que questionou a capacidade do Frei de ensinar "a verdade" aos seus alunos nos cursinhos da Educafro.

Quem tiver estômago pode assitir o programa na íntegra no site da bandeirantes:
http://www.band.com.br/canallivre/videos.asp

domingo, 10 de maio de 2009

Para quem acreditou no Obama



WASHINGTON (AFP) — O presidente afegão, Hamid Karzai, pediu nesta sexta-feira o fim dos ataques aéreos americanos contra seu país, que considerou "inaceitáveis", depois da morte de dezenas de civis.

Em entrevista à rede de televisão CNN, Karzai, que foi recebido quarta-feira na Casa Branca pelo presidente americano Barack Obama, afirmou que "os ataques aéreos são inaceitáveis".

Em entrevista à rede de televisão CNN, Karzai, que foi recebido quarta-feira na Casa Branca pelo presidente americano Barack Obama, afirmou que "os ataques aéreos são inaceitáveis".

"Pensamos firmemente que os ataques aéreos não constituem um meio eficiente de combate ao terrorismo, que causam vítimas civis e não fazem nenhum bem, nem aos Estados Unidos nem ao Afeganistão", declarou Karzai.

As dezenas de civis mortos segunda-feira no oeste do Afeganistão foram "sem dúvida alguma" vítimas de bombardeios aéreos americanos, não dos talibãs, garantiu o presidente afegão.

fonte da matéria

fonte da foto


sexta-feira, 8 de maio de 2009

CPI aprova relatório final com indiciamento de Dantas


Deputados da CPI das Escutas concluíram nesta quarta-feira a votação do relatório final da comissão feito pela relatora Iriny Lopes (PT-ES), que incluiu em seu texto o pedido de indiciamento do banqueiro Daniel Dantas - preso na operação Satiagraha, da Polícia Federal - e do sargento da Aeronáutica, Idalberto Araújo.

reportagem completa: terra notícias

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Intervenção lúdica na Paulista

Conforme prometido, abaixo está o vídeo da intervenção teatral em plena quarta-feira na Av. Paulista no ato contra o presidente do STF Gilmar Mendes:

video

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Ato na Paulista mobiliza mais gente do que o previsto

O ato "Por uma luz no judiciário" em São Paulo foi bem-humorado e levou cerca de 30 pessoas a mais do que as cinco previstas pela organização.
A manifestação foi decidida na segunda. Na terça, o convite chamando para o ato (veja abaixo) circulou a blogsfera levando 25 "antenados" para a frente do TRF da 3a região.
Lembrando que o primeiro ato em Brasília contou com dez pessoas e o segundo mobilizou cerca de 1000; bem mais gente do que caberia numa Kombi.
O ato também contou com uma intervenção teatral improvisada às pressas, que você vai acompanhar em breve e com exclusividade aqui no blog do vendedor.
No final do ato ocorreu um pequeno bate-boca ocasionado por um cidadão que acusava o movimento de "libertinagem", dizendo ainda, que as frases nos cartazes "davam cadeia".

terça-feira, 5 de maio de 2009

Ato: Belo Horizonte - Brasília - São Paulo

Pessoal, atualizando as informações sobre o ato simultâneo que ocorrerá dia 6 de maio em São Paulo, Brasilia e Belo Horizonte.
Para ampliar clique aqui ou na própria imagem.

domingo, 3 de maio de 2009

Ato simultâneo em São Paulo e Brasília




Tendo em vista a vergonhosa atuação do Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e aproveitando o momento de desabafo do Ministro Joaquim Barbosa, será realizado o ATO “VIGÍLIA POR UMA NOVA LUZ NO JUDICIÁRIO”, para o qual você está convidado. A manifestação será norteada pelo seguinte slogan: Gilmar “Dantas[1]”, saia às ruas e não volte ao STF”.

O Ato ocorrerá no dia 06 de maio (quarta-feira), às 19:30, em frente ao prédio do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região, situado na Avenida Paulista, nº. 1842. Antes, será realizada uma concentração às 19:00 em frente ao Metrô Consolação (lado par), que seguirá às 19:15 para o prédio do TRF.

O Ato faz parte de uma série de mobilizações organizadas pelo “MOVIMENTO SAIA ÀS RUAS”, que reunirá em Brasília, no mesmo dia e horário, milhares de pessoas em vigília, em frente ao STF. O movimento foi assim batizado por incluir um duplo sentido: o Gilmar deve sair às ruas, mas o povo também, para exigir uma nova luz sob o judiciário.

O ministro Gilmar Mendes está destruindo a credibilidade da Justiça Brasileira, e São Paulo também deve pedir sua saída. Venha participar dessa vigília e acreditar que uma nova forma de fazer justiça é possível. Compareça e traga sua vela!

Data da cidadania: 06/05 (quarta-feira)

Horário: 19:30

Local: Avenida Paulista, nº. 1842 (Prédio do Tribunal Regional Federal da 3ª Região)

A causa e as propostas do “MOVIMENTO SAIA ÀS RUAS” podem ser conhecidas pelo seguinte blog: http://saiagilmar.blogspot.com

sábado, 2 de maio de 2009

Virada cultural não terá hip-hop no centro de São Paulo

Em 2007, a polícia militar dispersou no cacetete, na bala de borracha e na bomba de efeito moral centenas de milhares * de pessoas que acompanhavam o show dos Racionais Mc's. Nem mesmo os que apenas circulavam pelos arredores da praça da Sé, escaparam do corredor polonês imposto pelo braço armado do governo estadual.
Famílias inteiras, com crianças de colo e até mesmo idosos; ninguém escapou do risco de ser pisoteado - nem mesmo este vendedor de bananas.
Nas edições da virada cultural que seguiram à essa recepção muito pouco calorosa de 2007, a periferia esteve impedida de ver-se representada no centro da cidade que sustenta com o seu próprio trabalho.

Em 2009, na catedral da Sé um grupo teatral francês ocupará o mais importante e simbólico palco de São Paulo. Durante oito horas seguidas, atores "soprarão delicadas poesias" nos ouvidos dos que ali estiverem.

Nada contra o grupo teatral francês, mas penso que a periferia e a população de São Paulo merecem uma Virada Cultural mais inclusiva, sem bombas de efeito moral e segregação espacial.
O hip-hop faz parte da cultura brasileira e merece respeito. Esse vídeo do Racionais Mc´s já recebeu mais de 7 milhões de cliques, quase 7 vezes mais do que o vídeo mais acessado de Caetano Veloso, "Sozinho".

*após alerta de leitor, o vendedor de bananas corrigiu uma informação equivocada; um milhão de pessoas na praça da Sé seria matematicamente impossível, já que a mesma possui 47.000 m2. Ainda não encontrei o número aproximado de pessoas presentes ao show.