quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Guerreira do asfalto



Andar de bicicleta em São Paulo é arriscado. A maioria dos motoristas respeitam os ciclistas, mas existe uma parcela que se sente incomodada por nós. Márcia Regina de Andrade Prado morreu na avenida paulista vítima de um acidente cuja circunstâncias ainda não são claras (ou não foram divulgadas). Mas o fato é que existem muitos automóveis que acham divertido "tirar uma fina" dos ciclistas, intimidando-nos de forma criminosa a fim de manifestar o seu descontentamento irracional e arrogante.
Este blogueiro presta sua homenagem a Márcia Regina e manda votos de solidariedade aos seus familiares, na certeza de que sua partida não foi nem será em vão.

3 comentários:

Carlos disse...

Concordo contigo.

Espero que alguma testemunha tenha presenciado o ocorrido e possa esclarecer a verdade dos fatos.

Fabiano disse...

O que ocorreu:
"Ela não foi derrubada por carro algum. Um motoqueiro que estava na calçada e foi testemunha do crime, disse que o motorista começou a ultrapassá-la e jogou o ônibus em cima antes de terminar a ultrapassagem, ela não teve tempo para nada. Não foi um acidente, não foi uma fatalidade, foi um assassinato motivado pela imprudência e imperícia de um motorista de ônibus." [do CicloBR]

Omar disse...

Acho importante acompanhar o caso e saber se este "ser" que dirige onibus vai continuar no seu "oficio".