segunda-feira, 30 de março de 2009

Crise 'pode acelerar ascensão dos BRIC à liderança da economia mundial'



A crise econômica global não impedirá que os países do grupo dos BRIC estejam entre as maiores economias do mundo, segundo afirma o próprio autor do conceito dos BRIC, Jim O'Neill, economista-chefe do banco de investimentos Goldman Sachs. Para ele, a crise pode até mesmo acelerar as mudanças na economia global que garantirão a Brasil, Rússia, Índia e China ocupar um lugar de destaque entre as potências mundiais já em 2020.

O'Neill afirma que em 2020 a China, por exemplo, poderá estar próxima de disputar com os Estados Unidos o posto de maior economia do mundo. Segundo ele, os demais países dos BRIC poderão ter economias de tamanho equivalente à de países como Alemanha, França ou Reino Unido.

Para O'Neill, até 2020 a grande massa de consumo do mundo estará nas economias dos BRIC.

O'Neill afirma ainda que as previsões que fez em 2001 sobre o crescimento da economia dos países do grupo eram conservadoras e por isso não são afetadas por um eventual período de baixo crescimento, como o atual:
"Nós assumimos que os países BRIC teriam ciclos econômicos, e isso é o que acontece agora. Então, nossa projeção de longo prazo não é afetada de nenhuma maneira", diz.

Leia mais no site da BBC

domingo, 29 de março de 2009

Documentário perturbante II




"Manda Bala" é um produção americana sobre a indústria da violência no Brasil; vencedor do prêmio de melhor documentário do festival de Sundance de 2007.
Um alerta logo no início: "Um filme que não pode ser mostrado no Brasil'
O trailer está em inglês, mas o filme está todo legendado.

Manda Bala - PARTE 1

as outras 9 partes também estão no VocêTuba.

sábado, 28 de março de 2009

Record bate Globo no RJ e tem o melhor ibope de sua história


27 DE MARÇO DE 2009 - 11h47


A noite da última quarta-feira (25) foi de recorde para a Record. A emissora de Edir Macedo registrou o melhor ibope da história no Rio de Janeiro com a novela Chamas da Vida. A trama foi ao ar às 22h10 e conseguiu 27 pontos, batendo a Globo que, com o jogo Vasco contra Mesquita, alcançou 24 pontos. No mesmo período, o SBT marcou quatro pontos.

Em São Paulo, a distância entre as duas emissoras ainda é grande. Na maior praça do país, a Globo lidera isolada em audiência. Com a exibição do jogo entre São Paulo e Noroeste, na quarta, a emissora global bateu a novela da Record e marcou 23 a 16.Há menos de uma semana, com a mesma novela Chamas da Vida, a Record ficou em 1º lugar de audiência no Rio de Janeiro. A trama marcou média de 22 pontos e bateu a Globo, que marcou 21 pontos no horário com a transmissão de parte do Big Brother Brasil e um filme.

Sexo contra decadência

Um dia antes do feito da Record, a novela Caminho das Índias exibiu a primeira noite de amor de seus protagonistas — o casal Raj (Rodrigo Lombardi) e Maya (Juliana Paes). As cenas da dupla foram programadas a dedo para coincidir com a estreia, no mesmo horário, de Promessas de Amor, a terceira fase de Os Mutantes, na Record.Com tais artimanhas, Caminho das Índias conseguiu 37 pontos de audiência em São Paulo, contra 12 de Promessas de Amor — o pior início já registrado da série. Cada ponto no Ibope equivale a 60 mil residências na Grande São Paulo. A estratégia da Globo é impedir que Promessas de Amor tenha audiência superior a 20 pontos, principalmente no Rio — já que, em São Paulo, a saga dos mutantes nem de longe ameaça a liderança global. Na rede, é grande a expectativa para que Caminho das Índias deslanche.A Globo, como se sabe, vive um drama com as suas novelas. Se tudo corre perfeitamente, sem sustos ou sobressaltos na faixa das 21 horas, já de algum tempo os resultados das 18 e 19 horas são bem decepcionantes. Os dois exemplos atuais passam essa convicção.Três Irmãs até agora nem disse a que veio. E nem deve dizer porque o seu final já foi anunciado para os próximos dias. E, quanto ao horário das 18 horas, apostou-se na certeza — nada como um grande sucesso do passado, para restabelecer essa ordem. Só que os primeiros índices de Paraíso são pouco animadores. Na terça-feira, mais uma vez, o seu ibope ficou em 22 pontos.Pior é que não há muito que fazer. Nem mesmo os salvadores “grupos de discussão”. Diferentemente de outras novelas, Paraíso é uma obra fechada. Está totalmente escrita pelo Benedito e não será a sua filha Edmara, responsável pela adaptação, que modificará o rumo da história.

Fonte: http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=53250

Filha de FHC quer demissão de cargo público



Filha do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Luciana Cardoso teria questionado junto a familiares, neste sábado, a possibilidade da renunciar ao cargo de confiança que ocupa no gabinete do senador Heráclito Fortes (DEM-PI), desde abril de 2003. Na sede paulistana dos tucanos, a entrevista dela na véspera, ao diário paulistano Folha de S. Paulo, causou constrangimentos. Fonte ouvida pelo Correio do Brasil, na manhã deste sábado, por telefone, afirmou, no entanto, ser pouco provável que o Fortes venha a dispensar a filha do ex-presidente.

– Mas, em tempos de campanha, sem dúvida que isso incomoda – reconheceu..

Luciana Cardoso, que é bióloga, foi nomeada como secretaria parlamentar, com salário de R$7,6 mil, no gabinete do atual primeiro-secretário da Casa, mas anteriormente, já exerceu a função no gabinete do pai, por dois mandatos, de 1995 a 2003. Em entrevista à FSP, Luciana revela que trabalhar em casa é melhor, para cuidar das "coisas pessoais do senador", porque no gabinete (de Fortes) "é um trem mínimo e a bagunça, eterna". Procurado pelo CdB, o senador continua se negando a comentar o assunto, no momento em que se diz interessado em moralizar a administração congressual.

Artigo completo: http://www.correiodobrasil.com.br/noticia.asp?c=151039

sexta-feira, 27 de março de 2009

60 mil preservativos no correio do Papa

"Eu disse NÃO!"

A caixa de correio do Vaticano vai receber dezenas de milhares de preservativos como forma de protesto pelas recentes declarações do Papa Bento XVI, em África, contra o uso do preservativo para combater a Sida. Os organizadores, um grupo de italianos registados na rede social «Facebook», asseguram que, esta sexta-feira, 60 mil pessoas enviarão preservativos para o Vaticano, noticia o jornal 20 minutos.

No entanto, os números podem chegar aos milhões, tendo em conta que outros grupos de todo o mundo de redes sociais similares se propuseram a participar. Cada pessoa enviará um preservativo para a Casa Pontifícia, prevendo-se que cheguem ao destino no primeiro dia de Abril.

O grupo italiano entende que esta é «uma provocação pacífica realizada por gente jovem, que são provavelmente os mais afectados por este problema, o das doenças sexualmente transmissíveis». A campanha iniciou em Itália, mas alargou-se a toda a Europa, a países como a França, Reino Unido, Alemanha, Áustria e Bulgária.

Fonte: http://diario.iol.pt/internacional/preservativos-papa-protesto-facebook-internacional-tvi24/1052795-4073.html

quinta-feira, 26 de março de 2009

Ataque à residência principal do banqueiro mais destestado do Reino Unido



fonte: euronews

A vivenda de Fred Goodwin foi alvo de vários actos de vandalismo: janelas partidas e o carros destruidos.

O ataque que foi revindicado por um grupo que se auto intitula “ Patrões dos bancos são criminosos” surge uma semana depois de muita polémica devido à publicação de um acordo que atribui ao banqueiro 770 mil euros de pensão anual após se ter retirado da liderançaa do Royal Bank of Scotland.
As perdas deste banco elevam-se a mais de 24 mil milhões de libras e para evitar a sua falência o governo britânico investiu 24 mil milhões para se tornar accionista maioritário.

Goodwin que tem apenas 50 anos recusou partir sem a sua reforma.

O Banco por seu lado anunciou a supressão de 2.300 empregos em todo o país.

Eliana Tranchesi, dona da Daslu, é presa e levada ao Carandiru


SÃO PAULO - Eliana Tranchesi, dona da butique Daslu, foi presa na manhã desta quinta-feira, 26, pela Polícia Federal. Ela foi detida em sua casa, na zona sul da capital, e levada para o Presídio Feminino do Carandiru, na zona norte. Esta é a segunda vez que Eliana Tranchesi é presa pela PF sob acusação de sonegação fiscal. A prisão desta quinta foi determinada pela juiza Maria Isabel do Prado da 2ª Vara da Justiça Federal de Guarulhos e faz parte de uma continuação da Operação Narciso, deflagrada em julho de 2005. Outras duas pessoas também foram presas nesta quinta, mas não tiveram seus nomes divulgados.

Em 2005, a Operação Narciso cumpriu 33 mandados de busca e apreensão e 4 de prisão contra sonegação fiscal e contrabando em São Paulo, Santa Catarina, Espirito Santo e Paraná. Nesta quinta, os agentes da Polícia Federal devem cumprir sete mandados de prisão.

As investigações sobre o suposto esquema de contrabando e de fraude fiscal envolvendo a Daslu começaram em outubro de 2004, com a apreensão de uma nota fiscal da Gucci que estava em um contêiner no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica.

A nota mostrava a venda direta da grife italiana para a Daslu enquanto outra nota, a que foi apresentada à Receita Federal, dizia que a mercadoria havia sido exportada por uma de Miami (EUA) para uma importadora no Brasil.

Na época, escutas telefônicas demonstraram que acusados no caso estavam planejando a queima de documentos sobre a fraude. Policiais federais revistaram a Daslu, apreenderam documentos e prenderam a proprietária da loja, Eliana Tranchesi, e seu irmão, além de dois outros acusados.

Fonte: estadão

quarta-feira, 25 de março de 2009

Governo vai investir R$ 34 bi na construção de 1 milhão de casas




Yara Aquino
Repórter da Agência Brasil


Brasília - O plano de habitação que o governo lança esta manhã prevê um aporte total de R$ 34 bilhões na construção de 1 milhão de casas. Desses, R$ 16 bilhões serão destinados à redução do déficit habitacional da população com renda familiar de zero a três salários mínimos.

A intenção do governo é construir 400 mil moradias para a população nessa faixa de renda, que pagará uma prestação mínima de R$ 50. A parcela deverá comprometer até 10% da renda pelo prazo de 10 anos. Essas famílias terão subsídio integral com isenção do seguro.

Para as famílias com renda entre três a seis salários mínimos, o pagamento da prestação prevê o comprometimento de até 20% da renda. O total de moradias para essa faixa também será de 400 mil unidades, com a previsão de investimento de R$ 10 bilhões. Para essa faixa de renda haverá aumento do subsídio parcial em financiamentos com redução dos custos do seguro e acesso ao Fundo Garantidor.

As demais 200 mil moradias serão destinas às famílias com renda entre seis e dez salários mínimos. Para essa faixa haverá estímulo à compra, com redução dos custos do seguro e acesso ao Fundo Garantidos.

Dados do IBGE mostram que 91% do déficit habitacional do país se concentram na faixa de renda entre zero e três salários mínimos.

Soldados israelenses utilizam menino de 11 anos como escudo humano




A notícia está em inglês no Haaretz.

"Soldados das forças de defesa de Israel (IDF) usaram um menino de 11 anos como escudo humano durante a guerra contra o Hamas na faixa de Gaza, afirmou um grupo de especialistas em direitos humando da ONU.

Os soldados ordenaram que o menino caminhasse em frente aos soldados que estavam sendo alvejados no bairro de Tel al-Hawa, e que entrasse nas construções antes que eles, disse o secretário-geral da ONU enviado para proteger crianças em confrontos armados.

Radhika Coomaraswamy disse que o incidente, ocorrido em 15 de janeiro, depois que tanques israelenses entraram na vizinhança, foi uma violação às leis internacionais.


Essa denúncia foi incluída num relatório de 43 páginas publicado na segunda-feira e foi apenas uma de muitas atrocidades verificadas durante a guerra de três semanas entre Israel e o Hamas, que terminou dia 18 de janeiro, disse
Coomaraswamy.

Coomaraswamy acusou soldados israelenses de atirarem contra crianças palestinas, demolirem uma casa com uma mulher e uma criança ainda dentro e de ordenarem que civis entrassem num prédio para bombardeá-lo no dia seguinte.

A missão diplomática isralense em Genebra disse que responderia as alegações mais tarde na segunda-feira numa sessão do conselho de direitos humanos da ONU." [...]

A partir desse ponto, a reportagem passa a afirmar que o Hamas também usou crianças como escudo humano, numa tentativa de justificar. Mais adiante tem um outro trecho digno de tradução:

"
Oficiais palestinos afirmam que 1,434 pessoas - 960 civis - morreram no conflito, um número que Israel contesta. O relatório produzido por 9 investigadores trouxe um total de 1,440 mortos, dos quaise 431 eram crianças e 114 eram mulheres".

Em tempo, a imagem é um outro modelo de camista das forças de "defesa" de Israel. A legenda diz "quanto menores eles são, mais difícil é".

terça-feira, 24 de março de 2009

Em pernambuco Lula critica imprensa sobre a crise

Presidente após provar a mortadela, oferece aos repórteres.

Lula criticou a posição da imprensa brasileira em relação à crise. “Se eu pegar os jornais de manhã e ler, me enfio debaixo da cama, não tenho nem vontade de sair, tem hora em que penso que o país acabou”, disse.

Na avaliação do presidente, a fase mais difícil de reflexos da crise no Brasil já passou. “Acho que o período mais difícil já tivemos em outubro, novembro, dezembro.”

Ele citou dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) que apontaram que em fevereiro foram criados 9.179 postos de trabalho com carteira assinada. Outubro havia sido o último mês com saldo de contratações positivo.

“Essa não é uma crise de fazer contenção de despesas, ajuste fiscal, temos que fazer mais investimentos, projetos de infra-estrutura que gerem empregos”, disse ao discursar na inauguração de nova unidade produtora da Sadia no Nordeste, localizada no município de Vitória de Santo Antão (PE), a 50 quilômetros de Recife.

Leia e assista aos vídeos da visita a Pernambuco no blog http://osamigosdapresidentedilma.blogspot.com/

FHC, o aloprado



Ontem FHC se saiu com uma pérola: "Como pode ter democracia (no Brasil) se não tem respeito ao Congresso?". Estaria afirmando o nobre príncipe dos sociólogos que no Brasil não pode haver democracia já que o congresso não têm respeito?
Não parou por ai: "O presidente da República tem que parar de passar a mão na cabeça e dizer que são aloprados".
Ora, FHC se esquece que um dos aloprados é ele mesmo: agiu diretamente pela vitória de Severino Cavalcanti para presidência da Câmara dos deputados, num dos episódios mais lamentáveis da vida política brasileira.
Faz sentido; depois do "esqueçam o que escrevi" vem agora o "esqueçam o que fiz", desse jeito FHC vai virar café-com-leite.

domingo, 22 de março de 2009

Palestina grávida no centro da mira. Legenda: 1 tiro 2 mortes


Camiseta de soldado israelense: 1 shot 2 kill











Esta é uma das camisetas usadas por jovens soldados da IDF (Israel Defense Forces). Há outros modelitos, que você pode conferir na reportagem Dead Palestinian babies and bombed mosques - IDF fashion 2009.

A denúncia não é de nenhuma publicação antissionista, antissemita ou anti-Israel. Está no Haaretz, principal jornal de Israel.

Não é de causar espanto, portanto, que ainda outro dia o mesmo Haaretz (aqui, via BBC) tenha informado que soldados israelenses confirmaram que assassinaram civis em Gaza, obedecendo a ordens superiores:

"Entrávamos em um prédio e recebíamos ordens de subir de andar em andar e atirar em qualquer pessoa que víssemos... chamo isso de assassinato".

"Superiores nos disseram que podemos atirar nas pessoas que não fugiram, pois são terroristas, mas eles não tinham para onde fugir... isso me amedrontou, tentei fazer alguma coisa, da minha posição inferior, para mudar a situação".

Eles assassinam e ainda se divertem.

Como contraponto, publico novamente aqui o vídeo a seguir, para que você sinta a revolta, o sofrimento e o orgulho de um povo na voz de uma menina palestina. Não deixe de assistir.

Fonte: blog do Mello

sábado, 21 de março de 2009

Jornalistas são pagos para mentir?


por Altamiro Borges*

Utilizando o próprio veneno da “presunção de culpa” e partindo dos fatos irrefutáveis relatados abaixo e das análises consistentes dos livros citados, fica a pergunta: Os jornalistas brasileiros, principalmente da reduzida panela dos articulistas e dos ancoras da televisão, também são pagos para mentir?


Fato 1: Em 8 de setembro passado, o jornal Miami Herald reconheceu oficialmente que o governo dos EUA pagou milhares de dólares a pelo menos dez jornalistas para que fabricassem matérias mentirosas sobre Cuba. O objetivo da corrupção oficial foi “minar o governo comunista de Fidel Castro e promover a democracia em Cuba”. Os três jornalistas que receberam as somas mais elevadas trabalhavam para o El Nuevo Herald, jornal de língua espanhola editado pela mesma empresa do Miami Herald. Pablo Alfonso recebeu US$ 175 mil, Wilfredo Cancio ganhou US$ 15 mil e Olga Connor embolsou US$ 75 mil. Os três foram demitidos e o assunto foi encerrado na “pátria da democracia” e do facínora George W. Bush.

Fato 2: Em 4 de outubro, o presidente Evo Morales enviou carta à Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), controlada pelo Opus Dei, perguntando porque ela não criticava os jornalistas “que me chamam de ignorante e louco”. Nas conclusões de sua 62ª Assembléia Anual, a SIP acusou o presidente boliviano de desrespeitar “a imprensa e os jornalistas”. Evo Morales tem sofrido brutal cerco da mídia, em especial de alguns comentaristas da televisão. Em setembro passado, ele já havia denunciado os latifundiários, “donos dos grupos privados de comunicação”, e o preconceito dos inúmeros jornalistas venais. Para se contrapor a esta ofensiva, o governo boliviano já inaugurou mais de 30 rádios comunitárias.

Fato 3: Ciente do ódio da mídia e dos “jornalistas bajuladores dos poderosos”, o presidente Hugo Chávez continua inaugurando rádios e TVs comunitárias na Venezuela, que são geridas por entidades populares. No seu programa semanal aos domingos, “Alô presidente”, não vacila em espinafrar a mídia hegemônica. Desde o fracassado golpe de abril de 2002, Chávez se convenceu que era preciso democratizar a mídia e incentivar meios alternativos. “Foi um golpe midiático”, concluiu o presidente. Consciente também da urgência da integração latino-americana, como única forma de barrar o imperialismo estadunidense, o governo venezuelano criou a Telesul, que visa “se contrapor às mentiras da CNN”, explicou Chávez.

Fato 4: O Observatório Brasileiro de Mídia divulgou nesta terça-feira (10) um relatório com o balanço da cobertura da imprensa sobre as eleições presidenciais nas duas últimas semanas. Entre as revistas, Lula é citado negativamente em 62,5% das reportagens, Alckmin teve apenas 16,7% de menções negativas. Já entre os jornais, Lula foi citado negativamente em 65,5% das matérias, enquanto Alckmin teve 35,3% de menções negativas. Dois dias antes da votação do primeiro turno, repórteres de três jornais, uma emissora de rádio e da TV Globo gravaram a fala do delegado Pereira Bruno no momento em que ele entregou, de forma criminosa e ilegal, as fotos do dinheiro apreendido na PF no caso das sanguessugas. Na gravação, o delegado diz: “Tá aqui. Agora vamos f... o governo e o PT”. A mídia simplesmente escondeu a gravação!

A corrupção na mídia brasileira

Para responder à pergunta do título, vale a pena ler dois excelentes livros lançados recentemente. No livro “O jornalismo na era virtual: ensaios sobre o colapso da razão ética”, o professor de jornalismo da USP, Bernardo Kucinski, mostra que sempre houve imprensa “marrom” no Brasil, feita de matérias compradas e de deturpações grosseiras para beneficiar vários grupos econômicos e políticos. “A corrupção é prática sedutora na indústria de comunicação pelo fato de nela se combinar o poder de influenciar politicamente a opinião pública com o poder econômico. Nenhuma outra indústria tem essa característica. É uma prática também comum entre os jornalistas, por sua proximidade no jogo de influência dos poderosos”.

Para ele, entretanto, a prática da corrupção adquiriu novos e sutis contornos na era do jornalismo on-line e do predomínio da ditadura financeira. “O projeto neoliberal implantou-se no país comprando votos no Congresso e vendendo grandes empresas públicas a consórcios formados por meio de acordos secretos que contaram com recursos dos bancos oficiais e dos fundos de pensão, obtidos às vezes com apoio de subornos. O neoliberalismo consagrou a corrupção como padrão de negócios e da política. A própria ideologia neoliberal, fundada no individualismo exacerbado, em sua versão latino-americana, alimentou a corrupção”. Na sua avaliação, o governo FHC institucionalizou de vez a adulteração da mídia no Brasil.

Merchandising, prêmios e jabaculês

Kucinski aponta as práticas mais comuns de cooptação de jornalistas usadas por políticos e empresas. Uma delas é o merchandising – propaganda camuflada em programas de entretenimento. “O exemplo mais notável e mais conhecido foi o da organização de uma falsa ONG, chamada Brasil-2000, pelo presidente do BNDES, Luiz Carlos Mendonça de Barros, para pagar jornalistas que pudessem fazer merchandising das privatizações e, por tabela, da candidatura de FHC”. Hebe Camargo e Ratinho, entre outros apresentadores de TV, sempre estiveram metidos neste esquema. De maneira cínica, ambos vivem esbravejando contra a corrupção.

Outra “forma sutil de cooptação por setores empresariais é a instituição dos ‘prêmios jornalísticos’... Esses prêmios são fortes indutores da pauta jornalística e determinam a ocupação dos espaços a partir de interesses dos empresários”. Ele critica ainda os famosos “jabaculês”, os presentes dados regularmente por empresas a jornalistas de projeção. Como que advertido para os riscos presentes nas batalhas eleitorais, ele informa que nestes períodos “a compra de matérias se torna mais intensa... Em três campanhas presidenciais pós-ditadura, as de 1989, 1994 e 1998, houve venda de capas e matérias especiais por grandes somas”.

Escândalos políticos midiáticos

Já o livro “Mídia: crise política e poder no Brasil”, do jornalista Venício Lima, pós-doutor em comunicação pela University of Illinois e professor aposentado da Universidade de Brasília, descreve como a imprensa manipula a cobertura política e apresenta uma detalhada radiografia do monopólio privado da mídia no país. Com base em vários estudos, ele demonstra que “muitas das mais importantes crises políticas do mundo contemporâneo, desde a metade do século passado, têm como origem um escândalo político midiático (EPM). Isso é verdade no Japão, na Itália, na Inglaterra, nos Estados Unidos, na Argentina e também no Brasil. Nosso exemplo mais significativo talvez seja o EPM que levou Getúlio Vargas ao suicídio em 1954”.

Para ele, a atual crise política no país “se enquadra nas características identificadas como constituidoras de um EPM”. Segundo argumenta, “antes mesmo da revelação pública de cenas de corrupção nos Correios, em maio de 2005, o ‘enquadramento’ da cobertura que a grande mídia fez, tanto do governo Lula como do PT e dos seus membros, expressava uma ‘presunção de culpa’ que, ao longo dos meses seguintes, foi se consolidando por meio de uma narrativa própria e pela omissão e/ou pela saliência de fatos importantes”. Ele lembra que antes mesmo de qualquer conclusão da Justiça, uma pesquisa realizada em agosto de 2005 já havia revelado que 92% dos 400 jornalistas ouvidos consideravam o presidente Lula culpado.

A “presunção de culpa”

A chamada presunção de culpa se contrapõe a um principio da Constituição de 1988, que diz no seu artigo 5º que “ninguém será considerado culpado até o trânsito julgado de sentença penal condenatória”. “A obediência a este princípio, portanto, é dever elementar de qualquer jornalista, independentemente das informações que obtenha e de sua convicção pessoal”. Para ele, porém, boa parte dos articulistas da imprensa nativa não respeita este princípio e se coloca acima do bem e do mal; acima da própria Constituição. Venício cita alguns casos grotescos de manipulação que reforçaram a presunção de culpa, como a conexão das FARC com o PT ou a coluna de Clóvis Rossi acusando as “digitais do PT” na morte do brasileiro Jean Charles, em Londres.

Utilizando o próprio veneno da “presunção de culpa” e partindo dos fatos irrefutáveis citados acima e das análises consistentes dos livros citados, fica a pergunta: Os jornalistas brasileiros, principalmente da reduzida panela dos articulistas e dos âncoras da televisão, também são pagos para mentir?

*Altamiro Borges, Miro é jornalista, Secretário de Comunicação do Comitê Central do PCdoB, editor da revista Debate Sindical e autor do livro "As encruzilhadas do sindicalismo" (Editora Anita Garibaldi, 2ª edição)

Blog do Altamiro Borges

sexta-feira, 20 de março de 2009

Sarkozy pede Lula no Conselho de Segurança da ONU



No Rio, presidente francês diz que Europa quer andar 'de mãos dadas' com o Brasil.

Em visita ao Rio de Janeiro, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, defendeu nesta segunda-feira a participação permanente do Brasil no Conselho de Segurança da ONU, além de uma ação conjunta de Brasil e União Européia em fóruns internacionais.

"Sou sincero quando digo que precisamos do presidente Lula no Conselho de Segurança", disse Sarkozy, durante o 2º Encontro Empresarial Brasil-União Européia, para uma platéia de empresários dos dois países.

Ainda de acordo com o líder da França, que ocupa a presidência rotativa da União Européia, "todos os países da Europa amam o Brasil, mas a França vai demonstrar como ela ama e respeita esse país".

Segundo ele, seria importante que Brasil e União Européia chegassem próxima reunião do G20 (dia 2 de abril, em Londres), com uma "proposta em comum".

"A Europa quer trabalhar de mãos dadas com o Brasil", disse.

http://noticias.br.msn.com/artigo_BBC.aspx?cp-documentid=16177573

Militares de Israel revelam abusos em Gaza



Dois dos principais jornais de Israel – o Haaretz e o Maariv – publicaram ontem relatos de execuções e abusos cometidos por soldados israelenses contra civis palestinos durante a recente ofensiva de três semanas na Faixa de Gaza, em dezembro e janeiro, para combater militantes extremistas

Fontes ouvidas pelos jornais atribuíram os excessos a regras de combate permissivas. Em resposta às denúncias, o ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, elogiou a conduta dos militares no geral, mas prometeu investigar os relatos. Ele qualificou as forças armadas de Israel de “as mais éticas do mundo”, mas admitiu que “pode haver exceções” na tropa.

– Não tenho dúvidas de que isso será checado – declarou Barak.

Em um dos casos citados pelo Haaretz e pelo Maariv, um franco-atirador israelense matou uma mulher palestina e os dois filhos dela depois de as vítimas não terem entendido a orientação de um soldado e seguido para o lado errado, após serem soltos da casa onde estavam confinados. O franco-atirador não teria sido avisado sobre a libertação dos civis e abriu fogo quando eles se aproximaram. Em um outro caso, um comandante de companhia autorizou subordinados a atirar contra uma idosa que andava pela rua, apesar de ela estar próxima o suficiente para que os soldados percebessem que não representava ameaça. Militares também relataram destruição em larga escala de propriedades palestinas.

– Podíamos jogar tudo pela janela para manter a ordem. Atiramos tudo o que estava nas casas: geladeiras, panelas, móveis – relatou um deles.

A publicação das notícias coincidiu com a divulgação de um balanço do Centro Palestino de Direitos Humanos sobre os mortos no conflito. O grupo revelou a identidade de 1.417 palestinos que perderam a vida na ofensiva israelense, elevando em quase 10% o número inicial estimado. Conforme o Centro, 926 dos 1.417 mortos eram civis. Também morreram 236 extremistas palestinos e 255 integrantes das forças locais de segurança.

fonte: Zero Hora

quinta-feira, 19 de março de 2009

Sarrafada histórica na "Trolha de São Paulo" parte 2

Sarrafada histórica na "Trolha de São Paulo"

Educação tucana


Tá aí o choque de gestão tucano. Tão chocante que o Uruguai trocou de lugar com o Paraguai e o Equador deixou de existir, no mapa impresso em 500.000 livros "didáticos" distribuidos em escolas públicas estaduais.
Para quem não acredita em tamanha incompetência ai vai um link da mídia corporativa já com aquela desculpinha esfarrapada.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Karl Marx, o profeta


“Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora, a comprar bens caros, casas e tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O débito não pago levará os bancos à falência, que terão que ser nacionalizados pelo Estado.”

Karl Marx, O Capital 1867

terça-feira, 17 de março de 2009

A Farsa do "LATA VELHA" do Caldeirão do Huck



Postado em uma porção de blogs.
O processo existe, verificado por este Vendedor.


"O bloco do Caldeirão do Huck "Lata Velha" é uma grande farça , a fraude foi desmascarada por João Marcelo , um (in)feliz "contemplado" (leia-se enganado) pelo programa da Rede Globo , com o intuito de baratear custos e cumprir a promessa , o carro antigo a ser restaurado é trocado por outro , que então é reformado para se parecer com o carro do cliente
Após isso começa a segunda etapa , uma série de propostas e subornos para manter o cliente calado, até falsificação de documento e assinatura
Fico a pensar , se umbloco supostamente simples como o "Lata Velha" tem tantas fraudes , apenas para conseguir lucrar em cima , quantos podres ainda estão sob as mentiras e calunias da Globo ? um dia a casa cai...

Segue abaixo o texto original:

"Estava bom demais para ser verdade. Foi o que pensou João Marcelo Vieira, 37 anos, ao participar do quadro Lata velha, no programa Caldeirão do Huck, da Rede Globo. O sonho de ver seu Opala verde, ano 79, transformado em uma supermáquina durou menos de 24 horas. No dia da gravação, o vendedor não percebeu que não existia mais nada do Opala no modelo reformado. Nem no dia seguinte, quando a produção rebocou novamente o carro para a oficina, alegando que iria acertar a documentação. Meses depois, ele recebeu o carro, e só então percebeu, com o documento na mão, que o registro era uma Caravan 79.
O próprio João Marcelo demorou para entender o que estava acontecendo. O documento esclarecia as dúvidas: a Caravan marrom, que antes pertencia a Rubem de Souza, em Minas Gerais, teria sido comprada por ele próprio por R$ 4.200! O problema é que João, dono de um quiosque na Praia do Recreio, garante que nunca esteve na cidade de Ribeirão das Neves, em Minas, tampouco adquiriu o carro e muito menos assinou o documento de compra e venda.
Estava, segundo ele, configurada a fraude. E começou uma odisséia em busca do verdadeiro carro.

"Me deram o documento do carro com minha assinatura falsificada e sumiram com o Opala, que era de um tio que morreu de câncer e me pediu para não vendê-lo nunca", lembra João Marcelo. O Opala, que tinha o apelido carinhoso de Ogro, estava caindo aos pedaços, só pegava no tranco, mas quebrava galhos. O quiosqueiro nunca tinha pensado em fazer a reforma. A participação no Lata velha foi sugestão de dois clientes, os atores Rodrigo Hilbert e Fernanda Lima. A pedido deles, João Marcelo escreveu uma carta, entregue, em mãos, a Luciano Huck, durante uma festa. Dias depois, a produção do programa procurou pelo comerciante, fez entrevistas e fotos do carro.

"Na terceira entrevista, o Luciano apareceu no meu quiosque já para pegar o carro. Ele me propôs cantar uma ópera. Tive sete aulas de canto em Niterói.
Tudo isso levou uns 26 dias. O carro supostamente foi para Belo Horizonte, eu acho, porque, até agora, a Justiça não conseguiu achar a oficina, cujo endereço foi passado pelo próprio dono, Paulinho Fonseca, baterista da banda Jota Quest", diz João Marcelo.

Para ter seu carro modificado no programa, João interpretou no ar O sole mio, de Luciano Pavarotti, e emocionou o público.

"No dia seguinte à gravação, dei uma volta com o carro, escoltado pela
Globo. Logo depois, a emissora mandou rebocá-lo sob alegação de que atualizaria a documentação. No quarto dia, recebi um telefonema da Rita, da produção do Caldeirão, dizendo que uma pessoa do Sul tinha oferecido R$ 120 mil para comprar meu carro. Não aceitei porque minha intenção era ficar com o Opala modificado", explica.

Dois meses se passaram e nada do carro voltar. Ele conversou com Fernanda Lima, que conseguiu marcar uma reunião na Globo. Lá, João Marcelo diz que recebeu uma proposta financeira e que todos assumiram o erro do programa.
Segundo o comerciante, a emissora não gostaria que o caso fosse para a Justiça. O encontro teria acontecido na sala do diretor da emissora Aloísio Legey.

"Havia três advogados, o Paulinho, o Aloísio e a Ana Bezerra, diretora de produção. O Aloísio perguntou o que eu queria e disse que se eu levasse o caso para a Justiça demoraria três anos. Falei que não queria nada, só o meu carro de volta", conta João Marcelo, que não esperava uma reação tão enérgica do diretor:

"O Aloísio bateu na mesa e disse que isso poderia acabar com o programa do Luciano quando eu falei que minha carruagem tinha virado abóbora e, por isso, a situação era grave", afirma.
O comerciante contou que ficou acertado no encontro que o programa
devolveria o Opala transformado. Passados outros dois meses, o carro foi entregue. Mais uma vez, era a tal Caravan:

"Quando me deram a documentação, vi que era da Caravan marrom. O carro foi comprado por R$ 4.200 e ainda falsificaram minha assinatura para legalizar a transferência. O número do chassi na documentação não era do Opala. As placas de identificação nas portas do veículo também eram de outro carro. O
carro é um Frankenstein, foi remontado em cima de outra carcaça", garante.

Desde janeiro, corre na Justiça um processo contra a Rede Globo e a Oficina Nittro Hot Rods no cartório da 1ª Vara Cível, em Jacarepaguá, com um pedido
de indenização por danos morais e materiais.
A pergunta que fica é a seguinte: Onde foi parar o Opala?!?..."

E para quem ainda não acredita, aqui vai o link do processo em andamento:
Processo em andamento

Obs: observem o domino do link , governo do RJ ... não é fake !
Se entrar no sitio do Tribual de Justiça do Estado do Rio de Janeiro http://www.tj.rj.gov.br/ e fizer a consulta de processo pelo número
2007.203.000972-9. obtém-se o mesmo resultado.

Ajudem a divulgar , as mentiras da Globo não podem ser escondidas do Povo Brasileiro !!!
As informações aqui contidas não produzem efeitos legais.
Somente a publicação no D.O. oficializa despachos e decisões e estabelece prazos.
Processo No 2007.203.000972-9

TJ/RJ - 29/01/2008 15:54:44 - Primeira instância - Distribuído em 24/01/2007 Regional de Jacarepaguá Cartório da 1ª Vara Cível Endereço: Professora Francisca Piragibe 80 Forum Bairro: Taquara Cidade: Rio de Janeiro Ofício de Registro: 1º Ofício de Registro de Distribuição Tipo de ação: Indenização Por Danos Morais, e materiais C/C Obrigação de Fazer Rito: Ordinário Autor JOÃO MARCELO VIEIRA Réu REDE GLOBO DE TELEVISÃO LTDA e outro(s)... Listar todos os personagens Advogado(s):
RJ105797 - FABIA ANDREA BEVILAQUA VALEIKO [input] Movimento: 16 Tipo do movimento: Juntada de Mandado Data da
juntada: 14/01/2008
Informação indisponível no momento. Existe petição/ofício a ser juntado ao processo. 28/01/2008 - Protocolo 200800359463 - Proger Regional de
Jacarepaguá local da organização interna: E-2 Localização na serventia:
Prazo 02 Os autos de processos findos terão como destinação final a guarda permanente ou a eliminação, depois de cumpridos os respectivos prazos de guarda definidos na Tabela de Temporalidade de Documentos do PJERJ Consulta Processual - Número - Primeira Instância"

Em três horas, chove metade do previsto para março em SP



Em quase três horas choveu na tarde desta terça-feira (17) quase a metade do que estava previsto para o mês de março na capital paulista. A informação é do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) registrou cerca de 60 ocorrências de alagamento na capital até as 18h.

Reportagem completa


segunda-feira, 16 de março de 2009

Esquerda vence em El Salvador


Mauricio Funes é o novo presidente do país.
Tribunal Superior Eleitoral destacou que eleições foram 'tranquilas'.

Mauricio Funes, candidato da ex-guerrilha Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional (FMLN), consolidou sua vitória ao conseguir 51% dos votos, com 90% dos votos apurados nas eleições presidenciais realizadas neste domingo (16) em El Salvador, informou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


O presidente do TSE, Walter Araujo, disse ao ler esse relatório que Funes conseguiu 1.231.755 votos contra 1.170.780 (48,73%) da conservadora Aliança Nacionalista Republicana (Arena).
"Declaramos missão cumprida", assegurou Araujo, ao anunciar o resultado, que se baseou em 2.402.536 votos válidos.
Segundo sua opinião, o país viveu uma "jornada exemplar", na qual não foram registrados fatos violentos.
No entanto, ele recusou a proclamação de um vencedor da eleição, cujos números definitivos estão previstos para dentro de dois dias.
O funcionário destacou que o processo eleitoral foi "transparente" e "democrático", e convidou quem advertiu sobre possíveis fraudes que reconheça o trabalho do órgão.

Candidato eleito

Apesar do TSE não ter anunciado um vencedor, o candidato da FMLN se proclamou presidente eleito e fez um apelo à unidade do país.
"Como presidente eleito de todos os salvadorenhos e salvadorenhas buscarei beneficiar a maioria da população, independentemente de suas preferências políticas. Saudação a meus adversários com respeito", declarou Funes, em discurso que pronunciou em um hotel de San Salvador.
Se for mantida a tendência, o FMLN conseguiria quebrar 20 anos de predomínio da Arena, que governa El Salvador desde 1989.
Relatórios preliminares indicaram que a participação superou 60% neste pleito, de um só turno. Cerca de 4,2 milhões de salvadorenhos foram convocados a participar este domingo nas eleições.

fonte: G1

domingo, 15 de março de 2009

Pedalada Pelada


Ontem foi dia de Pedalada Pelada na Paulista. Acho bom que os ciclistas se mobilizem de alguma forma, e pedalar pelado parece uma alternativa bem humorada.
No entanto não sei até que ponto isso ajuda melhorar as condições reais que nós ciclistas enfrentamos, e muito provavelmente este nem seja esse o objetivo da 'peladada'.
Diferentemente dos países desenvolvidos, onde já é tradicional o Naked Bike Ride, e onde já existe uma consciência de respeito ao ciclista (ciclovias, bicicletários e etc), no Brasil ainda falta o básico do básico.
Na humilde opinião deste blogueiro, é importante uma mobilização um pouco mais politizada e voltada para as resoluções de problemas enfrentados por nós ciclistas.
Liberdade sexual é boa e eu também gosto, mas acho que o assunto é um pouco mais sério e tirar a roupa é visivelmente insuficiente.

sábado, 14 de março de 2009

Lula: o plano 2014


Seja qual for o resultado das urnas em 2010, o presidente desenha seu futuro, que inclui a criação de um instituto, um "exílio" no sítio e caravanas internacionais. Tudo para voltar ao palácio do planalto nos braços do povo

Octávio Costa e Sérgio Pardellas
(ISTOÉ)

O presidente Lula considera "uma questão de honra" fazer seu sucessor em 2010 e também se mostra muito preocupado com os efeitos da crise econômica sobre a imagem de seu governo. Essa atitude pode passar a impressão de que suas atenções estão voltadas exclusivamente para a disputa eleitoral de 2010. Mas, na verdade, Lula está olhando mais à frente. A exemplo do que aconteceu com Getúlio Vargas em 1949, quando o presidente foi procurado por políticos no autoexílio para voltar ao poder (leia quadro na pág. 38), Lula acredita que poderá retornar ao Palácio do Planalto em 2014, nos braços do povo.

O presidente não consegue esconder de seus aliados a intenção de concorrer a um terceiro mandato daqui a cinco anos e já está movimentando as peças nessa direção. Quem for eleito em 2010 que se prepare. Lula trabalha para desbancá-lo na eleição seguinte. "Se as circunstâncias forem favoráveis eu vou me candidatar", tem afirmado o presidente. Em audiência em seu gabinete com integrantes da cúpula do PMDB em janeiro, o presidente fez menção direta ao assunto. A reunião foi para tratar do projeto do deputado João Paulo Cunha (PT-SP), aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que acaba com a reeleição e prevê mandato presidencial de cinco anos. Ainda falta submetê-lo a uma comissão especial e ao plenário.

"Independentemente desse projeto de fim da reeleição, não afasto a hipótese de disputar novamente a Presidência da República" Presidente Lula a integrantes do PMDB

ESTILO GETÚLIO

Em 1949, em meio às articulações para a sucessão do general Eurico Gaspar Dutra à Presidência da República, os trabalhistas ressentiam-se de um nome carismático capaz de apaixonar as massas e enfrentar nas urnas os então candidatos da UDN, brigadeiro Eduardo Gomes, o favorito da classe média, e Cristiano Machado, do PSD, que representava a continuidade ao governo em vigor. Foi então que políticos, lideranças sindicais e personalidades desembarcaram em São Borja, cidade do interior do Rio Grande do Sul, onde o ex-presidente Getúlio Vargas, desde que fora afastado do poder pelos militares, em 1945, mantinha-se num exílio voluntário, sem dar declarações, enfurnado em sua fazenda. Na conversa, os emissários do PTB mostraram a Getúlio que sua candidatura tinha amplo respaldo popular e que dificilmente ele deixaria de ser reconduzido ao Palácio do Catete, onde ocupou a mesa principal por 15 anos. A decisão de Getúlio de deixar a solidão dos Pampas e regressar ao poder foi anunciada na célebre entrevista ao jornalista Samuel

No encontro, Lula posicionou-se contrário à aprovação do fim da reeleição nesta legislatura. Argumentou que não seria positivo mudar as regras com o jogo em andamento. E acrescentou: "Essa medida só serve para organizar a fila do PSDB." Em outras palavras, atenderia ao desejo da cúpula tucana de tentar patrocinar um acordo entre os dois presidenciáveis do partido, os governadores de São Paulo, José Serra, e de Minas Gerais, Aécio Neves. Sem a reeleição, Serra sairia candidato em 2015 e Aécio em 2020, já que é o mais jovem. Então, um dos peemedebistas presentes lembrou que a mudança na legislação permitiria a discussão jurídica de um terceiro mandato consecutivo de Lula. O presidente deu um largo sorriso e disse: "Independentemente desse projeto de fim da reeleição, não afasto a hipótese de disputar novamente a Presidência da República."

No caso de um oposicionista vencer as eleições presidenciais em 2010, o retorno de lula para disputar o planalto em 2014 é fato consumado. "Se o PSDB estiver no po der, a questão (Lula concorrer em 2014) é líquida e certa", disse à ISTOÉ o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, ainda um dos principais interlocutores do presidente. Na avaliação dele, o fato de Lula não ter embarcado na tese do terceiro mandato garantiu ainda mais legitimidade para preparar a volta. "Lula sabe que (o terceiro mandato) seria uma canoa furada", acrescentou.

Se Lula não admite abertamente um eventual retorno depois de deixar a Presidência em 2010, seus planos para os quatro anos longe do poder indicam que o presidente quer ficar o mais próximo possível da política e da vida partidária nacional, para manter seu cacife eleitoral. A reclusão, com a família, no sítio Fubangos, em São Bernardo do Campo, onde pretende se dedicar à pesca e preparar o já tão falado coelho assado na panela dificilmente durará mais do que alguns meses. Existe o desejo de descansar e curtir uma quarentena, mas certamente o sítio será transformado em QG de articulação política. O objetivo do presidente é fazer daquele pedaço de chão uma espécie de meca da peregrinação de lideranças políticas de diversos partidos.

"Alguém acha que o Lula vai ficar no seu sítio, cuidando dos netinhos e pescando na represa Billings? Aí eu respondo como eleitor do presidente: me engana que eu gosto", desafia o ex-ministro José Dirceu. "Perguntei ao presidente o que ele ia fazer ao deixar o Planalto", conta o deputado Devanir Ribeiro (PT-SP), um dos assíduos frequentadores da residência de Lula em São Bernardo do Campo. O presidente respondeu: "Mesmo fora do governo, vou continuar fazendo política." Um dos filhos do presidente, Marcos Lula, que trabalha na Prefeitura de São Bernardo, diz: "'É pouco provável que ele vá parar. Meu pai tem paixão pela família, mas a vida política também é considerada por ele muito importante."


Dez imagens obscenas


obscenas01

obscenas02

obscenas03

obscenas04

obscenas05

obscenas06

obscenas07

obscenas08

obscenas09

obscenas10

Queda histórica: JN perde 28% de audiência em São Paulo



Matéria de quarta-feira (11), do O Estado de S.Paulo, revela que o Jornal Nacional, carro-chefe do jornalismo da Rede Globo, perdeu, ao longo de quase uma década (2000-2009), 28% de audiência na Grande São Paulo. Segundo a reportagem, das TVs ligadas, o JN teve 53,5% de audiência em 2000 contra 47,3%.


Em índices absolutos, a queda foi de 11 pontos porcentuais (39,3 em jan/fev de 2000 para 28,3 em jan/fev de 2009) — a baixa nesta comparação é maior que no share, revelando que a Globo perdeu audiência, mas o número de televisores ligados também despencou em uma década. Seja para a concorrência ou para o botão ''liga-desliga'', o JN perdeu 28% de público de uma ponta a outra, sempre tendo a média de janeiro e fevereiro como base.

No diagnóstico da Globo, sem menosprezar o surgimento de novas mídias, há inevitável interferência da novela das 7 no ibope do noticiário. A Central Globo de Comunicação (CGCom) argumenta que em 2006, quando o ibope do JN sofreu uma baixa ( janeiro, isoladamente, obteve menos que janeiro de 2009), a novela das 7 também apresentava queda.

“A exceção é janeiro de 2003, quando, apesar de ter uma novela das 7 com desempenho baixo, tivemos a posse e o primeiro mês do governo Lula, saído de uma eleição emocionante e histórica, o que naturalmente canalizou todas as atenções para a cobertura das notícias do planalto”, comunicou a CGCom.

A emissora informa ainda que está habituada a enfrentar oscilações e vencer: “jamais deixamos de ser líder”. No PNT (Painel Nacional de TV do Ibope) o share do Jornal Nacional nunca foi inferior a 53%. “A meta de audiência dos programas da TV Globo é de sempre obter uma participação nos número de aparelhos ligados próxima dos 50%.

Fonte: O Estado de São.Paulo

Extraído de www.vermelho.org.br

sexta-feira, 13 de março de 2009

Encontro de Lula e Obama

Globo e a ditadura militar


Esse é um trechinho extraído do documentário inglês "Muito além do cidadão Kane". Quem tiver interesse pode assistir ao filme inteiro no Youtube.

quinta-feira, 12 de março de 2009

Dia Nacional de Boicote a Globo (13/03)


Tudo está indicando que será o maior Boicote já realizado no país a golpista, fascista, ditatorial Rede Globo de Comunicação. Mesmo com a imprensa cearense a boicotar o Boicote Nacional a Rede Globo, já somos destaque em jornal sulista. Não adianta querer calar a força, a Blogosfera mostra, apita e transforma a realidade do mundo.

O Sistema Globo de Jornalismo está tremendo nas bases. Quem mandou mexer com o povo Nordestino? Agora o país todo se volta contra as verdadeiras faces da Rede Globo. Dia 13 está chegando! Vamos divulgar, organizar manifestações de rua, sair com a bandeira estampada nos veículos em repúdio ao calar da TV Diário e as ações inescrupulosas da Rede Globo. Confira o chamado inicial:
.
13 de março o dia Nacional do Boicote a Rede Globo

Em virtude do último golpe ditatorial da Rede Globo oprimindo ainda mais o povo brasileiro, e deixando de fora do ar a voz que vinha do Nordeste brasileiro (a TV Diário), é que no próximo dia 13 de março foi marcado como o dia Nacional do Boicote a Rede Globo.A TV Diário era muito maior do que uma simples emissora de televisão. A TV do Nordeste era o único meio que realmente os nordestinos se viam na TV, ausente de estereótipos fabricados por diretores preconceituosos sulistas, que diante o seu analfabetismo da ignorância geográfica, sempre trataram o Nordeste na TV com desprezo, chutes e ponta pés. Defecavam e nem davam a descarga, esnobavam e dava chicoteadas a toda aparição do Nordeste na TV Globo ou outra emissora de diretores e centrais de jornalismo afins, sem deter a mínima percepção necessária para se falar da maneira correta do Nordeste por inteiro. É por isso, que nunca no Brasil se presenciou um sentimento tão grande de revolta envolvendo o público televisivo e uma rede de televisão.Com o advento da Internet fica fácil as pessoas, que se sentiram prejudicadas com algum evento televisivo, organizarem-se e orquestrarem de um só momento ações inéditas, que seria impossível há algum tempo atrás. O Boicote a Rede Globo sempre existiu. Uma vez por outra acontece um. Constantemente ocorre quando a Globo mostra as suas garras e faz campanha difamatória contra algum político da “esquerda” ou tenta escandalizar algo de acordo com seus malévolos interesses. No entanto, esta campanha vista há alguns dias ganha uma dimensão maior porque penetra no mesmo poder de sedução das lentes, das câmaras, da transmissão, da TV. O Boicote agora é induzido pelo ato de estupidez agressiva no ápice do egoísmo global. É publico de TV versus o direito de poder assistir a TV. É a censura imposta que ganhou dimensão instantânea como o ao vivo da TV.O dia 13 de março de 2009 é um marco inicial que irá representar todo o repúdio, o ódio, a revolta, o protesto dos milhões de telespectadores da TV do Nordeste (adicionado aos milhares de inimigos globais), contra o apagar das luzes, a força, e sobre exageradas doses de pressões, tortura psicológica e algo a mais, que a Globo e os Marinhos criminosos se utilizaram para destruir a concorrência. O grupo de comunicação do sudeste nunca imaginava que haveria uma onda de reações em cadeia que aperfeiçoaria em astuciosos Boicotes, em ousados protestos e em surpreendentes manifestações de ruas ou na frente das sedes das emissoras.
O grupo criminoso que detém a poderosa Rede Globo de televisão já deve estar temendo um mal maior. Fará tudo para acalmar os ânimos e deixar mais um golpe cair no esquecimento da nação. Ache bom ou ache ruim, dia 13 é desligar democraticamente a TV globo, é isto!

quarta-feira, 11 de março de 2009

Socialismo e a bicicleta

Fico feliz e aliviado em saber que não sou o único maluco que enxerga uma relação pouco provável entre o socialismo e a bicicleta.
O fato é que o atual sistema privilegia os carros; não importa que contribuam para o trânsito, a poluição e o sedentarismo.
Para quem nunca ouviu falar em Eco-socialismo aí vai um link do site wikipedia.

imagem: http://urbanvelo.org/442/

PAC: Nordeste brasileiro é prioridade


A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse nesta quarta-feira (11), durante encontro com a bancada do Nordeste na Câmara, que o Brasil poderá fugir da crise fortalecendo o mercado interno e transformando a população em consumidores. “Acredito que o Brasil tem uma grande alavanca para fugir da crise, transformando o nosso povo em consumidor. São 190 milhões de brasileiros consumindo”, disse a ministra, ao fazer um balanço sobre os principais programas de investimentos do governo Lula na região Nordeste.

No encontro, Dilma falou sobre o pacote de habitação que o governo pretende lançar para financiar a construção de casas populares para a população de baixa renda. “Ele será muito mais que um pacote. Será um programa de habitação para combater o déficit de 7,5 milhões de moradias.” Dilma deixou claro que o pacote terá preocupação social e com foco maior na população com renda de zero a três salários mínimos. “Vamos subsidiar sim. Essas pessoas não têm condições de pagar a casa própria”, acentuou Dilma. “Mas o subsídio será para os mutuários. Não vamos repassar dinheiro para prefeito, governadores e nem para Caixa Econômica Federal. Vamos subsidiar o mutuário.” O deputado Zézeu Ribeiro (PT-BA), coordenador da bancada do Nordeste, disse que o encontro com a ministra foi bastante positivo. “A ministra apresentou os importantes investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Nordeste, colocando o desenvolvimento da região como um projeto nacional. Foi um debate com um nível elevado, com imensas contribuições para o trabalho dos parlamentares da região Nordeste”, disse. O petista elogiou a firmeza com a qual a ministra respondeu às indagações dos parlamentares e disse que saia do encontro tranqüilo ao saber que o governo compreende as necessidades da região como prioritárias para o desenvolvimento econômico do País.

Superação - Ao elogiar os dados apresentados pela ministra, o deputado José Guimarães (PT-CE), coordenador da bancada do Ceará na Câmara, destacou a abrangência do programa Bolsa Família na região que, de acordo com a ministra, corresponde a 52% das famílias beneficiadas em todo o País. “Os dados apresentados demonstram um crescimento em todos os indicadores positivos da região Nordeste. Tudo isso graças aos investimentos do PAC que estão mudando a realidade econômica do Nordeste”, disse. O deputado Maurício Rands (PT-PE) destacou os investimentos do PAC na recuperação e construção de rodovias, refinarias, ferrovias e no setor energético. “O fundamental é que a ministra reafirmou que o governo Federal tem a consciência de que o desenvolvimento do Nordeste é indispensável para o desenvolvimento do Brasil. Está havendo sim uma concentração de investimentos federais no Nordeste para equilibrar o crescimento com relação às demais regiões do País. A ministra está atenta e consciente da necessidade de investimentos fortes, para que o Nordeste não continue sendo a região com maior numero de analfabetos e de pessoas abaixo da linha da pobreza”, avaliou. A deputada Fátima Bezerra (PT-RN) também participou do encontro e pediu empenho da ministra na inclusão do projeto de construção do Veículo Leve sobre Trilhos para a grande Natal no PAC. Fátima ressaltou a importância dos investimentos do PAC para a região. “Para nós, mais do que um conjunto de obras, os investimentos do PAC, permitiram ao governo brasileiro a possibilidade de planejar o Estado”, disse. Liderança PT/Câmara.

Fonte: http://dilma13.blogspot.com/

SERRA E ABRIL: TUDO A VER

E a campanha eleitoral está na rua, embora nenhum dos candidatos assuma oficialmente a condição. Mas neste momento estão ocorrendo fatos não divulgados pela mídia corporativa, hegemônica e conservadora, seja o nome que for. Vamos lá, começando com o que foi divulgado. No Estado de São Paulo, Dilma Roussef acompanhou o padre Marcelo Rossi numa missa cantada, mas sem cantar, enquanto Ciro Gomes dá suas estocadas em José Serra dando o recado de que quer entrar no páreo. Até aí especialmente nada demais.

O fato que mais daria o que falar se fosse noticiado para todo o país aconteceu também em São Paulo e envolve o Governador José Serra, candidatíssimo do PSDB em possível aliança com o Partido Democratas (DEM ou será DEMO?). Este candidato tem o apoio das grandes corporações midiáticas, como as Organizações Globo e a Editora Abril, entre outras. A empresa dos Civita, que nunca pregou prego sem estopa, fez um acordo com o Governo do Estado de São Paulo que pode ser considerado no mínimo duvidoso. O Executivo paulista comandado por Serra acertou com o grupo empresarial midiático dos Civita sem licitação e sem consulta a 220 mil professores da rede pública.

Segundo informa o site Centro de Mídia Independente (http://www.midiaindependente.org), desde o ano passado, mais de 220 mil professores da rede pública estadual paulista passaram a receber em suas casas, sem terem solicitado, publicações periódicas do Grupo Abril, entre as quais as revistas Nova Escola e Recreio. A compra de centenas de milhares de assinaturas dessas publicações foi feita, sem licitação pela FDE - Fundação para o Desenvolvimento da Educação - da Secretaria de Educação estadual do governador José Serra.

Os editores não ficaram sabendo, ou desconheceram o Diário Oficial, que nos contratos entre o Estado de São Paulo e a Editora Abril não foi aberto o devido processo licitatório. Quem tiver também dúvidas sobre esta vantagem concedida pelo governo Serra à Abril pode consultar o D.O. do Estado de SP, do dia 25.10.2008, Poder Executivo, Seção I, página 19, onde encontramos:

Contrato: 15/1165/08/04 - Empresa: Fundação Victor Civita - Objeto: Aquisição pela FDE, de 220.000 (duzentos e vinte mil) assinaturas da Revista NOVA ESCOLA, com 10 (dez) edições anuais, para Unidades Escolares da Rede Estadual de Ensino. - Prazo: 300 dias - Valor: R$ 3.740.000,00 - Data de Assinatura: 01/10/2008.

Como não há santos neste jogo, tanto os Civita como Serra se entendem as mil maravilhas. Aliás, a Editora Abril sempre se deu bem nos governos do PSDB. Quando Fernando Henrique Cardoso foi presidente durante dois mandatos, a Abril tinha o maior privilégio de desovar na esfera federal os seus livros didáticos sem nenhum tipo de licitação. Os Civita devem ter ganho milhões de reais, algo que em nenhuma parte do mundo algum grupo midiático consegue uma boca rica desta natureza.

Mas a partir de 2003, a torneira secou, ou seja, o Ministério da Educação passou a abrir concorrência e a Abril perdeu o privilégio. Com Serra no Governo de São Paulo, os Civita pouco a pouco recuperam a fonte. Estão desde já apoiando Serra, mas se por acaso der alguma zebra no PSDB, o grupo midiático vai procurar se adaptar. O que os Civita não querem é perder. Daí pode-se explicar a sua atual linha editorial de direita e de apoio a quem tem ou proporciona mais dividendos ao grupo.

Lamentavelmente, talvez com poucas ou nenhuma exceção, assim caminha a mídia hegemônica.

E quem é o mais prejudicado nesta história toda? Exatamente o receptor da informação, que é um direito humano, sem dúvida. Neste contexto, vale fazer uma grande diferenciação quando os proprietários dos grandes veículos de comunicação defendem a liberdade de imprensa. Na maioria das vezes estes big-shots defendem mais a liberdade de empresa do que a liberdade de imprensa propriamente dita.

Estas considerações são importantes no momento em que o Supremo Tribunal Federal está para decidir que fim vai levar a lei de imprensa, um entulho autoritário da época da ditadura. Mas não basta denunciar apenas o óbvio, ou seja, que a lei de imprensa de 67 é incompatível com o momento que vive o país ou ainda suspender 22 tópicos da lei que já caiu em desuso, como fez o STF.

Nos tempos atuais, o debate deve passar, isto sim, pelo direito que tem o receptor da informação e não apenas o produtor dela. O tema é complexo e está sujeito a chuvas e trovoadas, inclusive a armadilhas plantadas pelos senhores barões midiáticos.

Resta saber que tipo de leitura interpretativa terão os Ministros do STF que estão para decidir a questão da lei de imprensa. Com Gilmar Mendes presidindo a instância máxima da Justiça brasileira, tudo fica muito difícil.

Ah, sim: a Veja editou denúncias comprometendo o delegado Protógenes Queiroz em apurações paralelas sobre figuras da república. Imediatamente a TV Globo foi ouvir FHC e Serra, alegando que outros mencionados nos supostos arquivos paralelos do delegado não foram encontrados ou não quiseram se pronunciar. Pelos precedentes das duas empresas midiáticas, no mínimo dá para ficar com a pulga atrás da orelha...

Direto da Redação

terça-feira, 10 de março de 2009

EXCOMUNGUE-SE!




Já está mais do que cansado da Igreja Católica, do Vaticano
e de todas as suas pretensas verdades e (imensos) equívocos históricos?

Ficou embasbacado ou furioso com as últimas notícias?


EXCOMUNGUE-SE!
Faça hoje mesmo o seu pedido para a autoridade clerical mais próxima!


Em São Paulo:

Arcebispo DOM ODILO PEDRO SCHERER

Arquidiocese de São Paulo
Avenida Higienópolis, 890 - São Paulo - SP
CEP 01238-908
Fone: (11) 3826.0133

Fax: (11) 3825.4414
E-mail: vicariatocom@ uol.com.br





Carta Modelo de Pedido de Excomunhão*
inspire-se e escreva a sua, e mande para a gente!

Desbatismo
Por Waldir Figueiredo Reccanello
Guarapuava, 27 de janeiro de 2004.
À Diocese de Guarapuava
A/C: Dom Antônio Wagner da Silva, SCJ - Bispo Diocesano e
Dom Giovanni Zerbini, SDB - Bispo Emérito

Prezados Senhores,
Tendo sido batizado na igreja da paróquia Cristo Rei, da cidade de Cornélio Procópio - PR, no dia 08 de maio de 1977, sob o nome Waldir Figueiredo Reccanello (filho de Valdir Reccanello e Laís Helena Figueiredo Reccanello), é o presente para solicitar a remoção de meu nome daqueles registros de batismo com a seguinte menção: "declarado apóstata por carta escrita datada de 27 de janeiro de 2004".
Conseqüentemente, exijo que seja declara, incontinenti, minha excomunhão nos termos do § 1.º do Cânone 1364 do Código Canônico: "Apostata a fide, haereticus vel schismaticus in excommunicationem latae sententiae incurrit [...]".[1]
De fato, minhas convicções religiosas e filosóficas não correspondem àquelas das pessoas que estimaram em ter-me batizado.
Assim, e agindo desta maneira, os seus escrúpulos da verdade - e os meus - serão aliviados, e os seus registros ficarão isentos de qualquer ambiguidade.
Dos requisitos para a excomunhão
Afirma o Cânone 751 do Código Canônico: "Dicitur haeresis, pertinax, post receptum baptismum, alicuius veritatis fide divina et catholica credendae denegatio, aut de eadem pertinax dubidatio; apostasia, fidei christianae ex toto repudiatio; schisma, subiectiones Summo Pontifici aut communionis cum Eclesiae membris eidem subditis decretatio".[2]
Conforme lição de Carlos Corral Salvador e José Maria Urteaga Embil [3], o conceito de Apóstata aparece no cânone 751: "Apostasia é o repúdio total da fé cristã".
Existe este repúdio, quando se repudia o próprio fundamento da fé cristã, quer dizer, os mistérios da Trindade e da Encarnação. É apóstata da fé cristã quem rejeita Jesus Homem-Deus, pois a fé cristã consiste substancialmente na revelação que Deus fez, em Jesus, Deus e Homem.
É necessário, porém, distinguir o pecado de apostasia do delito de apostasia. O cânone 751 declara quem é Apóstata, no sentido teológico e moral. Mas, para que o pecado de apostasia seja também delito de apostasia, é preciso comprovar se existem elementos essenciais do delito, de modo especial os indicados no cânone 1330. Para que exista o delito de apostasia, é preciso que o repúdio da fé cristã, enquanto tal, seja externo; e, para que possa ser considerado consumado, é preciso que seja percebido por alguém.
Outro não é o caso!
Meu ato é externo, posto que escrito, e percebido por alguém, os senhores, que dele são testemunhas.
A pena prevista para o apóstata, como também, em seu caso, para o herege e o cismático, é, de acordo com o cânone 1364, a excomunhão latae sententiae.
Ainda no cânone 751, define-se a Cisma como a recusa de sujeição ao Sumo Pontífice ou de comunhão com os membros da Igreja a ele sujeitos. Quem se subtrai à obediência da Igreja e à comunhão constitui-se propriamente em Cismático, pois o pecado de cisma consiste em recusa de sujeição ao Sumo Pontífice ou de comunhão com os membros da Igreja a ele sujeitos, independentemente do motivo que haja para tanto. Esse fiel incidiria numa rejeição formal da Igreja católica, de que fala o cânone 1117.
Já a Heresia se trata da negação ou dúvida pertinaz de uma verdade que deve ser crida com fé divina e católica da parte de um batizado. No cânone 750[4] indicam-se quais as verdades de fé divina e católica.
Com relação à gravidade do presente ato, e conforme declarava o Código Canônico de 1917, a pena é latae sententiae (ou automática) se vai unida, de tal forma, à lei ou ao preceito, que se incorre nela pelo próprio fato de se ter cometido o delito, não sendo necessário que o juiz ou o Superior a aplique. No mesmo Código, definia-se o "dolo", em matéria penal, como a vontade manifesta de violar a lei.
Essas definições estão claras na presente missiva, não podendo ser negadas, além de continuar sendo válidas atualmente. "Delito doloso" será, pois, o delito cometido à ciência e consciência de que se está transgredindo um preceito legal.
Da motivação para a excomunhão
Reconheço que para a igreja é muito mais fácil reconhecer outras superstições, e que, não sendo familiarizada com o racionalismo, ela (a igreja) tem dificuldade em aceitar a decisão de renúncia da fé religiosa.
Portanto, como forma de confissão pública de minhas intenções de ser excomungado, e para ter certeza de que minha blasfêmia esteja suficientemente clara, afirmo:

Eu não sou mais um Católico Romano.

Eu não aceito a posição da igreja sobre o controle de natalidade e sobre o aborto.
Eu não acredito em orações, milagres ou em teologia, eu não tenho posto os pés em uma igreja por anos, exceto para casamentos e funerais, e eu não quero continuar a ser computado como católico.

Eu sou ateu.
Eu, por meio desta, renuncio a todas as armadilhas da religião.
Eu renuncio a todas as bênçãos, benefícios, graças, santificações e vantagens supostamente conferidas a mim por qualquer ato religioso realizado por mim ou em meu benefício no passado, no presente ou no
futuro.

Eu condeno a monstruosa idéia do pecado original, e renuncio a qualquer batismo feito por mim ou em meu benefício com a intenção de retirar este dito pecado de mim.
Eu rejeito como ridícula a idéia dos sacrifícios expiatórios e de seus presumidos benefícios.
Eu não creio na existência de (d)eus ou de deuses, reinos sobrenaturais ou vida após a morte, e não agirei como se eles existissem.
Eu não creio que qualquer livro, construção, local, pessoa pensamento ou ato seja santificados e eu não fingirei que eles são.
Eu me recuso à sujeição ao Sumo Pontífice da Igreja Católica Apostólica Romana.
Eu não penso que orações sejam mais do que meras conversas consigo próprio, e não vou fingir que sejam.
Eu não creio que qualquer pessoa seja mais santificada que qualquer outra, ou que qualquer ser humano deva ser mais elevado em relação a outro por qualquer motivo, seja por ancestralidade, raça, sexo, ocupação, crença ou qualquer outra razão, e não fingirei que seja.
Como pessoa racional e de princípios que sou, incomoda-me muito o fato de que alguém em algum lugar, possa me incluir com um membro de uma superstição irracional que tem causado, e ainda causa, irreparáveis danos à humanidade, e com a qual estou em profundo desacordo.
Por favor, removam meu nome dos registros da igreja, efetivem minha excomunhão, e registrem que eu não mais sou um Católico Romano.
Solicito, por fim, confirmação escrita deste ato e, por favor, sejam o mais rápido possível.
Não pense que esta carta foi escrita em algum momento de furor insano e inconseqüente contra sua instituição religiosa. Muito antes e pelo contrário.
Eu sei que esta carta envolve excomunhão e estou a par das implicações e das conseqüências de meu ato.
E, para terminar, afirmo que faço isto de plena consciência, de livre e espontânea vontade, e com grande alegria por me ver livre do fardo de ser considerado católico.
Nestes termos
Cética, laica e atenciosamente

____________ _________ _______
Waldir Figueiredo Reccanello
XXX – Batel - Guarapuava - PR



(*) Descoberta do Apocalipse Motorizado


--
Mariana Cavalcante
http://girame. wordpress. com